8 Jeitos de Mudar o Mundo: Projetos apresentam resultados

8 Jeitos de Mudar o Mundo: Projetos apresentam resultados

DSC_7469 copy

As seis organizações selecionados no edital “8 Jeitos de Mudar o Mundo”, campanha de sensibilização e mobilização de recursos em prol dos 8 objetivos do milênio em Santa Catarina, apresentam nesta quarta-feira (02/09/15)  os resultados de seus projetos. O evento será realizado na Tractebel Energia em Florianópolis, das 8h30 às 11h.

A campanha, iniciada em 2013 pelo Movimento Nós Podemos Santa Catarina (MNPSC), num período de seis meses, mobilizou R$ 455.788, 47, sendo 54.564,00 o total arrecadado financeiro para investir nos projetos. “Lançamos uma campanha inédita e inovadora, que utilizou todas as ferramentas e tecnologias disponíveis na internet e nas mídias sociais. Levantamos recursos via crowndfunfing, envolvendo pessoas físicas e jurídicas”, avalia a Secretária de Comunicação do MNPSC Regina May. Para ver os principais resultados da campanha, acesse o relatório.

 

Embaixadores ODM

Iniciada com dois objetivos principais, divulgar a causa dos ODM em Santa Catarina e levantar recursos para doação a entidades sem fins lucrativos catarinenses que realizam ações ligadas aos ODM, dessa mobilização nasceram os embaixadores de ODM – empresas catarinenses que patrocinaram a campanha, abraçando um ODM à sua escolha.

Os projetos foram executados e agora chegou a hora de prestar contas e agradecer a todos que patrocinaram, doaram, apoiaram e ajudaram de alguma forma.

Conheça os projetos selecionados pelo edital:

odm-2Pedagogia da Bola é uma ação realizada pela ONG Moradia e Cidadania, no bairro Bela Vista, em São José. Há dois anos, o projeto beneficia cerca de 120 crianças e adolescentes entre seis e 16 anos, no contraturno escolar. A instituição utiliza como indicadores de sucesso a permanência e o rendimento escolar. Em 2013, o projeto obteve 98% de sucesso em relação à evasão e 80% em relação às notas. Por meio do futebol e de palestras com participação de jogadores profissionais, além de apresentações, competições com outros projetos e visitas a escolinhas, o Pedagogia da Bola visa empoderar os participantes. As ações contemplam cidadania, companheirismo, respeito, autoestima e fortalecimento de vínculos entre colegas, professores e familiares.

 

odm-4O Saúde Criança Florianópolis trabalha para reestruturar e promover a qualidade de vida das famílias com crianças doentes em risco social, provenientes das unidades públicas de saúde. A organização utiliza uma metodologia de inclusão que foi desenvolvida e validada pelo Saúde Criança Rio de Janeiro ao longo dos últimos 23 anos, o Plano de Ação Familiar (PAF). As famílias acolhidas são atendidas pelo programa e acompanhadas ao longo de dois anos por uma equipe multidisciplinar nas áreas da saúde, educação, moradia, profissionalização, geração de renda e cidadania plena. O Projeto Eu Sou Saudável visa melhorar a saúde e o estado nutricional das crianças e adolescentes atendidos na instituição, conseguir ao menos 90% de adesão nos tratamentos médicos e nos atendimentos oferecidos pelo Saúde Criança e diminuir o índice de reinternações hospitalares.

odm-5O Projeto Mudando o Mundo, Prevenindo e Evitando Deficiências objetiva melhorar a saúde materna e prevenir deficiências por meio da orientação, do esclarecimento e do fortalecimento de parcerias, além de divulgar os trabalhos desenvolvidos pela APAE Joaçaba, dentre eles o setor de avaliação e estimulação. O projeto começou em agosto de 2014 e já atingiu 9.500 pessoas diretamente e, indiretamente, outras 28.000. Joaçaba, Herval d´Oeste, Luzerna, Lacerdópolis, Ibicaré, Treze-Tílias e Erval Velho estão entre os municípios atendidos. Em pouco tempo de execução, já registra resultados significativos, como o aumento na busca de informações no setor de avaliação, tanto por parte de profissionais, quanto pela comunidade em geral. Os efeitos aparecem a partir das informações recebidas através dos materiais informativos, palestras ou mesmo por indicação dos profissionais dos setores de saúde, educação e assistência social.

odm - 6 Associação Camponovense de Apoio aos Deficientes Auditivos e Visuais atende cerca de 45 pessoas, de um a 65 anos. Com o projeto selecionado, a ACADAV está adquirindo equipamentos para proporcionar a prática regular de exercícios físicos, promovendo assim diversos benefícios aos usuários. Segundo a Associação, a grande maioria dos cidadãos de Campos Novos com deficiência visual permanecia em casa, sem mobilidade alguma e já apresentava problemas de saúde em função do sedentarismo. Por meio de atividades orientadas por profissionais, o projeto visa melhorar o preparo físico e proporcionar um aumento na qualidade de vida dos participantes, permitindo desenvolver uma rotina de prevenção e recuperação da saúde do corpo e da mente.

odm-7A missão do Programa Verde Vida – Oficina Educativa, de Chapecó, é proporcionar aos adolescentes em situação de risco social uma formação cidadã, através de oficinas socioeducativas, de compromisso com a educação ambiental, a profissionalização e a prática da reciclagem. O Projeto Compostagem e Horta Comunitária: uma forma de reciclagem está contribuindo para o alcance de sua missão. Com ele, o Verde Vida pretende despertar nos adolescentes a atenção e o cuidado com o desperdício, estimular a prática de separação de lixo, implantar uma horta comunitária e incentivar a prática da agricultura doméstica na comunidade do entorno. O objetivo é encontrar alternativas criativas e viáveis, que amenizem os impactos ambientais.

odm-8O Autismo é uma disfunção global do desenvolvimento, uma alteração que afeta a capacidade de comunicação, de socialização e de comportamento do indivíduo. A Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Campos Novos (AMA) desenvolveu um projeto para aquisição de materiais adaptados, com a meta de disseminar o conhecimento sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), que engloba o Autismo, a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento Sem Outra Especificação. A busca pela inclusão e permanência no ensino regular de crianças e adolescentes diagnosticados com o TEA fez a entidade fornecer gratuitamente assessoria aos pais e professores e um contraturno com atendimento educacional especializado.

 

About The Author

Comunicação

No Comments

Leave a Reply