Jardim de Museu de Arte de Joinville foi palco de Festival que celebrou a sustentabilidade

Jardim de Museu de Arte de Joinville foi palco de Festival que celebrou a sustentabilidade

Um público de cerca de mil pessoas prestigiou o Festival Brotar – Ações Positivas que Transformam, realizado no último dia 24 de junho, nos jardins do Museu de Arte de Joinville. O evento teve como foco a promoção da sustentabilidade no mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho. O evento teve o apoio do Comitê de Joinville do Movimento ODS Santa Catarina.

O Festival contou com mais de 30 atividades, entre elas rodas de conversa, oficinas, palestras, exposição de fotografias, shows musicais e até um piquenique colaborativo, em que todos os alimentos compartilhados eram livres de ingredientes de origem animal.

Também houve exposição de produtos sustentáveis. Absorventes ecológicos, embalagens que substituem o uso de plástico no acondicionamento de alimentos, roupas produzidas de forma ética e sustentável, além de bijuterias confeccionadas a partir de madeira de demolição foram alguns dos produtos expostos.

As oficinas abordaram temas como compostagem, manutenção de bicicletas, aproveitamento integral de alimentos, produção de leites vegetais e de identificação de plantas alimentícias não convencionais (pancs), compostagem, entre outras. Já as rodas de conversa abordaram temas como maternidade e paternidade conscientes, saúde na infância, educação para a paz, cosméticos naturais, atenção plena (meditação) para mulheres, entre outros.

Durante o Festival Brotar, o público também pôde participar de uma aula de Tai Chi Chuan, com o professor Claudio Montenegro, do Núcleo de Joinville da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan. Também houve bate-papo sobre a importância do Yoga para o bem-estar, Reiki e práticas de cura usando a meditação.

Evento Lixo Zero

Uma das preocupações da organização do Festival Brotar foi organizar um evento com o mínimo de impacto ao meio ambiente. Por isso, houve separação de resíduos em recicláveis, não recicláveis e compostáveis. Do público, foi solicitado que levasse copos, canecas e talheres próprios para o piquenique, o que evitou o uso de descartáveis.

O Festival não teve fins lucrativos e foi organizado de forma colaborativa, com o apoio da direção do Museu de Arte de Joinville. Além da organização, profissionais de várias áreas, junto com músicos e artistas, doaram tempo e conhecimento, o que possibilitou a realização do evento

Veja as fotos do evento aqui.

Por Ciléia Pontes, jornalista voluntária do Comitê Joinville e signatária do Movimento ODS Santa Catarina.

About The Author

Regina May