Movimento no Observatório de Inovação Social de Florianópolis

Movimento no Observatório de Inovação Social de Florianópolis

A capital catarinense conta agora com o Observatório de Inovação Social de Florianópolis (Obisf), uma plataforma digital e colaborativa, de acesso livre, que visa mapear, dar visibilidade e fortalecer a rede do Ecossistema de Inovação Social de Florianópolis. O Movimento ODS Nós Podemos SC aparece como iniciativa em destaque na plataforma, como uma iniciativa de ativismo e mobilização política.

Plataforma colaborativa

Lançado no final de setembro, o observatório disponibiliza informações sobre dois tipos de atores que compõem a rede do Ecossistema de Inovação Social de Florianópolis: as iniciativas de inovação social, que promovem soluções para problemas públicos; e os atores de suporte, que as apoiam em termos de financiamento, formação, aceleração, promoção do empreendedorismo social, pesquisa e outros.

As informações são fornecidas pelas próprias iniciativas e atores de suporte, que podem se cadastrar para incluir os dados diretamente no sistema. O conteúdo é complementado e validado pela equipe do Obisf, que também faz um acompanhamento sistemático de algumas experiências de inovação social da rede.

A implantação da plataforma incluiu a atuação dos pesquisadores junto às organizações parceiras e aos atores cadastrados, em um processo colaborativo, no qual os primeiros identificados indicavam outros com os quais se relacionavam.

Quase 400 atores mapeados

Por ocasião do lançamento, já haviam sido mapeados 394 atores do Ecossistema de Inovação Social de Florianópolis. Desses, 195 são atores de suporte e 199 iniciativas de inovação social.

Além das mapeadas, 26 iniciativas foram observadas de perto pelos pesquisadores, tendo sido cadastradas informações mais detalhadas sobre elas, como os problemas públicos que buscam responder, as soluções propostas, tecnologias e metodologias que utilizam, outras iniciativas com as quais atuam em parceria e principais suportes que a apoiam.

Para as pesquisadoras, a observação detalhada realizada pela equipe do Obisf permite ver melhor a rede e as interações que compõem o ecossistema.

Interação e aprendizagem

Segundo as coordenadoras do observatório, Carolina Andion e Graziela Alperstedt, uma das finalidades da plataforma é “promover a interação, o intercâmbio e a aprendizagem coletiva entre os atores do Ecossistema de Inovação Social de Florianópolis, reforçando experiências de inovação social e ampliando sua incidência nas arenas públicas da cidade”.

A continuidade do projeto inclui a realização de uma série de ações conjuntas com parceiros,  iniciativas de inovação social e atores de suporte cadastrados, visando promover, a partir dos dados disponibilizados na plataforma, a co-construção de conhecimento sobre os processos de inovação social que estão acontecendo em diferentes campos de causa em Floripa.

Como participar?

Atores já cadastrados podem modificar ou atualizar suas informações diretamente na plataforma. Para isso é necessário solicitar a equipe uma senha. Já aquelas que ainda não estão cadastradas podem incluir seus dados online no momento do cadastramento.

Mais informações com a equipe do Obisf, pelo e-mail observafloripa@gmail.com.

 

Fonte e foto: Assessoria de Comunicação da Udesc Esag

About The Author

Comunicação