Social Summit 2018

Social Summit 2018

Causas sociais, fortalecimento institucional empresarial e o investimento social privado no Brasil marcam a programação do evento SOCIAL SUMMIT 2018, que irá acontecer em Jaraguá do Sul (SC), no dia 10 de outubro, com o tema central “Investimento Social Privado: Uma agenda de impacto para o desenvolvimento sustentável de Santa Catarina”.

 

A proposta é aprofundar debates importantes em Santa Catarina sobre este tema, provocando os presentes a discutir como construir, enquanto sociedade, uma agenda de impacto voltada ao desenvolvimento sustentável. O evento é gratuito e pretende reunir especialistas, empresas e profissionais que atuam na área de responsabilidade social e sustentabilidade. Santa Catarina ainda tem muito a desenvolver nesta área, gerando retorno para a população catarinense sob o formato de redução das desigualdades e benefícios sociais advindos deste tipo de investimento.

 

O evento é gratuito e promovido a partir de parceria entre a FIESC, FECOMÉRCIO, Bee The Change e GIFE.

 

“A realização do evento acontece em um momento importante para o nosso país, onde os atritos político-partidários ofuscam debates mais profundos sobre os problemas sociais que vivemos. O papel da iniciativa privada e da sociedade são fundamentais para construir esse debate, de forma apolítica e com visão de longo prazo. O evento irá apresentar cenários e tendências do Investimento Social Privado no Brasil, com a intenção de inspirar iniciativas para o território catarinense”, destaca Camila Aloi, assessora de relacionamento no GIFE, instituição que reúne 137 investidores sociais no Brasil, sejam eles institutos, fundações ou empresas que, somados, investem por volta de R$ 2,9 bilhões por ano na área social, operando projetos próprios ou viabilizando os projetos de organizações da sociedade civil.

 

A programação acontecerá no Centro Cultural SCAR, com uma tarde de painéis, palestras e debates. O primeiro painel irá tratar sobre o Investimento Social Privado no Brasil, com palestra do GIFE e debate com convidados. Haverá palestra sobre Incentivos Fiscais e o alinhamento das estratégias de ISP ao negócio. O segundo painel irá tratar sobre cenários e tendências, com uma abordagem alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, causa capitaneada pela ONU – Organização das Nações Unidas, em conjunto com 193 países, dentro os quais o Brasil faz parte. Como encerramento, o evento irá apresentar um case de responsabilidade social, a fim de promover boas práticas, a serem replicadas em Santa Catarina.

 

As inscrições podem ser feitas gratuitamente no site:
https://beta.sympla.com.br/event/preview/364609

 

Confira a programação completa:

13:30 – ABERTURA

13:45 – PAINEL 1: Santa Catarina e o Investimento Social Privado – Caminhos para uma Agenda de Impacto.
Palestra com Camila Aloi (GIFE) – ISP no Brasil e o papel do GIFE nesse cenário nacional.
Debate com a participação da palestrante e dos convidados Sabrina Adami Schappo (WEG), Andressa Mongruel Martins Vicenzi (FIESC), Rodolfo Schneider (RIS GIFE Curitiba), com mediação de Clarissa Iser (Bee The Change).

15:00 – PALESTRA: Investimento Social Privado e Incentivos Fiscais, com Clarissa Iser (Bee The Change).

15:30 – COFFEE BREAK

16:00 – PAINEL 2: Cenários e Tendências do Investimento Social Privado no Brasil, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
Palestra com a Professora Anna Maria Tiburcio Medeiros Peliano (Comunitas) – Pesquisa BISC
Debate com a participação da palestrante e dos convidados Hospital São José, FECOMÉRCIO, com mediação de Regina May (Movimento ODS Santa Catarina).

17:15 – PALESTRA: Alinhamento ao negócio: possibilidades e desafios, com Camila Aloi (GIFE)

17:45 – Case de responsabilidade social

19:00 – ENCERRAMENTO

 

Sobre os parceiros:

 

FIESC – Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina: Representa os sindicatos patronais da indústria catarinense, integrada pelo Serviço Social da Indústria (SESI), pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e pelo Centro das Indústrias do Estado de Santa Catarina (CIESC). Atuando com sinergia, as entidades da FIESC estão voltadas à promoção de um ambiente favorável aos negócios, à qualidade de vida e educação do industriário e ao estímulo à inovação. Representa a força da indústria, composta por mais de 50 mil empresas, nas quais trabalham mais de 800 mil pessoas, é responsável por um terço da riqueza gerada em solo catarinense. A entidade congrega 141 sindicatos de indústria.

 

FECOMÉRCIO – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina: atua como representante legal dos interesses do setor terciário no âmbito estadual. Congrega 70 sindicatos patronais em todo o Estado e administra, em Santa Catarina, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que integram o Sistema S. Representa 650 mil empresas do setor terciário, responsável por 63,5% do PIB catarinense.

 

BEE THE CHANGE é uma tecnologia inovadora, desenvolvida em Santa Catarina para auxiliar na captação de recursos de projetos que usam incentivos fiscais no Brasil e na gestão do investimento social privado. Foi vencedora do edital de inovação do SEBRAE Nacional e tem como propósito otimizar o uso da renúncia fiscal no Brasil para apoio a projetos sociais, estimulando a cultura da doação no país com o uso da tecnologia. Sua diretora, Clarissa Iser, é membro da ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos e da AFP – Association of Fundraising Professionals, membro da Coordenação estadual do Movimento ODS Santa Catarina, ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Mestre em Administração Pública e Terceiro Setor, será mediadora dos debates e organizadora dos eventos, em conjunto com os parceiros.

 

GIFE – Grupo de Institutos, Fundações e Empresas: O GIFE é a associação de investidores sociais do Brasil, sejam eles institutos, fundações ou empresas. Nascido como um grupo informal em 1989, o GIFE foi instituído como organização sem fins lucrativos em 1995. Desde então, tornou-se referência no país no tema do investimento social privado. A rede GIFE é marcada pela diversidade de seus associados, tanto a origem – podendo ser empresarial, familiar, independente ou de uma organização comunitária – quanto em seus temas e formas de atuação. São atualmente 143 associados que, somados, investem por volta de R$ 2,9 bilhões por ano na área social (recursos diretos, não contabilizando investimentos com incentivos fiscais), operando projetos próprios ou viabilizando projetos de outras organizações sociais.

 

Sobre o convidado para apresentação de um dos painéis:

 

COMUNITAS: Organização da sociedade civil brasileira que tem como objetivo contribuir para o aprimoramento dos investimentos sociais corporativos e estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento social e econômico do país. Realiza anualmente a pesquisa BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo), ferramenta criada para acompanhar, anualmente, os investimentos sociais privados no Brasil. O BISC já está em as 10ª. edição e todas as publicações estão disponíveis na internet.

 

 

Mais informações:

Clarissa Iser | Bee The Change
contato@beethechange.com.br
(48) 3025-6793

About The Author

Regina May